Como será a vida pós Covid?

Atualizamos esta publicação, de 2 meses atrás, para retomar a pesquisa e saber um pouco mais sobre o posicionamento de nossos leitores.

Das respostas coletas, nessas últimas semanas, ficamos com algumas mensagens importantes – que nos inspiraram a escrever outros posts – sobre tolerância e paciência, sobre a arte de dividir, se reinventar, sobre dar valor às pequenas coisas do dia a dia. E sobre família… “Família é tudo!” escreveu um dos respondentes. E nós concordamos com ele! Estes foram os principais tópicos listados como aprendizados da quarentena pelos nossos leitores. E quase 60% deles afirmaram que tiveram suas rotinas alteradas, principalmente no que tange ao trabalho e ao lazer.

Estamos confinados, ainda. Muitos de nós, em diferentes lugares do mundo, há bastante tempo… Mas muitos já estão retomando as atividades. E há também quem tenha seguido a vida “normal” porque trabalha com algum produto ou serviço essencial. E todos ainda temos em comum muitas dúvidas e poucas certezas.

Se o mundo já era pequeno, agora parece caber na palma de nossas mãos – essas que lavamos o tempo todo, criando novos hábitos e rotinas de higiene. Ainda estamos vivendo algo novo. Ao mesmo tempo, independente de qualquer barreira. O vírus nos torna iguais: à despeito da cultura, classe social, gênero, raça, nacionalidade, experiência, todos podemos ser contaminados e todos podemos contaminar alguém. Por isso, #fiqueemcasa, se puder. O vírus pode nos tornar iguais em relação à possibilidade de contaminação, mas não no que se refere ao acesso aos cuidados médicos e à informação.

Por tudo isso, sejamos fortes. Alguém perto de nós pode fraquejar e precisar da nossa ajuda. Ondas de solidariedade e apoio chegam aos mais vulneráveis e aos que precisam trabalhar para manter as nossas casas abastecidas e seguras, para que possamos manter o isolamento social necessário à contenção da pandemia. Portanto, mesmo na reabertura, sejamos prudentes, cuidadosos e empáticos.

Ontem publicamos aqui os números recordes de uma edição do Macarrão com Salsicha durante a quarentena. Sim, tem muita gente precisando de ajuda. Mas SIM!! tem muuuuita gente ajudando. É a onda.

Apenas uma certeza é absoluta: esta crise vai passar. Quando, não sabemos exatamente. O que acontecerá até lá? Também não sabemos. Como passaremos por essa turbulência e como queremos estar quando acabar? Isso só depende de nós. De cada um de nós, para que fiquemos bem. E de nosso esforço coletivo pelo bem maior.

Por isso, renovamos a pesquisa e a pergunta: o que aprendemos com o covid? Como queremos passar por esta situação e como estaremos quando tudo isso acabar?

E seguimos com o convite: MUDE A FREQUÊNCIA. Pense positivo, pense no que estamos aprendendo com todas essas novas experiências, vislumbre o que está sendo feito para o bem. E perceba o seu papel nisso tudo.

Por fim, sugerimos um exercício individual de projeção: projete-se no futuro. Imagine o momento em que a vida voltar ao “normal”. Olhe para si mesmo. Veja o que mudou. E olhe para o mundo ao seu redor.

Veremos o mundo que queremos ver, a partir da mudança que queremos ser.

Queremos registrar casos e vivências. Compartilhe sua história, suas percepções e aprendizados conosco. Vamos inspirar outros! E tornar essa experiência positiva para todos. Acredite: a sua experiência pode ajudar a moldar uma nova postura em outras pessoas. Todos podemos ajudar alguém. E assim o futuro será melhor para todos nós.

Porque o amor é assim: constrói, edifica e nos ensina a sermos melhores seres humanos.

Para construirmos juntos e levar mais experiências positivas à quem precisa, que tal preencher um breve questionário (no link abaixo) e compartilhar conosco algumas ideias?

QUERO RESPONDER A PESQUISA

Foto Freepik

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.