Voluntárias costuram enxovais para carentes

Oficina de caridade Santa Rita entrega 800 peças para bebês em hospitais, materinidades e presídio.

Máquinas, tecidos, agulhas e linhas costuram o caminho da solidariedade dentro de sala nas dependências de uma igreja em Campo Grande. No local, um grupo de 20 mulheres se reúne todas as terças-feiras e costura enxovais para doar a bebês carentes em Campo Grande.

O trabalho é voluntário.

Elas integram a Associação e Oficina de Caridade Santa Rita de Cássia, da Igreja São João Bosco, localizada na Vila Gomes. O trabalho da Oficina de Caridade é mais um destaque na série de reportagens especiais para o aniversário de 120 anos de Campo Grande. As matérias colocam em evidência o valor de campo-grandenses que participam de ações voluntárias dedicando tempo, recursos próprios e amor ao próximo.

Orgulhosas, as costureiras da oficina afirmam que a produção delas é a maior feita em ação assistencial com regularidade na Capital. Por mês, as mulheres entregam mais de 800 peças em hospitais, maternidades e no presídio feminino da Capital.

E não é só a quantidade que chama atenção. Cada peça é feita com capricho admirável. Os detalhes nos bordados e acabamentos em crochê dão um toque delicado à produção da oficina. Tudo é entregue de graça. “No kit, a gente coloca 15 fraldas, sapatinhos, panos, macacões, mantos e cueiro”, detalha a coordenadora da oficina Carmen Rizzardi mostrando das peças produzidas pelas voluntárias.

A associação foi fundada há cerca de 15 anos e ao contrário do que se pode supor não é um reduto exclusivo de voluntárias católicas. “Aqui há pessoas de outras religiões. Uma amiga vai chamando a outra e aí a gente se agrupa e faz acontecer”, explica a coordenadora.

Carmen conta que sempre atuou em trabalhos sociais e hoje se divide entre os cuidados de casa e o serviço voluntário. “É algo que faço com prazer. Sei que nossa produção ajudará mãezinhas que muitas vezes não têm nada”, observa.

A oficina funciona por quatro horas todas as tardes de terça-feira. Porém, é comum as voluntárias levarem peças para finalizar em casa e entregar na semana seguinte. As mãos voluntárias são produtivas. Os armários estão sempre cheios de roupinhas prontas para doação. A coordenadora explica que os materiais para a produção na oficina são comprados com dinheiro levantado em eventos que têm o auxílio de parceiros.

Fazemos um chá na Plaenge e um jantar no Murano Buffet. Com os dois eventos, arrecadamos dinheiro para comprar tecidos linhas e o que mais precisar. Além disso, por vezes, recebemos doações de tecidos e outros materiais”, relata. A oficina dispõe de cinco máquinas overloque e quatro de costura reta, todas compradas com o dinheiro levantado pela própria associação.

A assistente social aposentada Márcia Delalibera reencontrou sua função social quando entrou para a oficina há cerca de 10 anos. “Eu trabalhei por 33 anos como assistente social no Estado. Aqui eu bordo e faço crochê nas peças do enxoval. Sou muito satisfeita em ajudar. Um dos pilares da caridade é ‘Estava nu e me vestistes’. É isso que fazemos aqui”, analisa.

A produtora rural Sônia Marcontes Portugal se desliga dos trabalhos na fazenda todas as terças-feiras para ajudar na oficina, rotina que ela mantém há oito anos. “Aqui eu sou bordadeira. Sempre gostei de contribuir com o social. Sei que o que estou fazendo aqui é muito importante para as crianças de famílias carentes que chegam a matermidade sem ter roupas para o bebê. Quero ajudar sempre”, planeja. A Associação e Oficina de Caridade Santa Rita de Cássia pode ser contactada pelo telefone: 67- 98144-1555


Leia mais em: http://www.diariodigital.com.br/geral/oficina-de-costura-santa-rita/185459/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.